RSS

Arquivo da tag: pão e circo

Rosa de Saron – Mais que um Mero Poema

Acho muito interessante essa musica por tratar de assuntos diversos gerais da sociedade.

Violência, fome, drogas, ganancia, poluição da natureza, arrogância entre outros diversos temas. (abaixo do vídeo vou colocar trechos da musica)

“Sinto o mundo girando ao contrário”

“É triste e real
Eu vejo gente se enfrentando
Por um prato de comida
Água é saliva
Êxtase é alívio, traz o fim dos dias
E enquanto muitos dormem, outros se contorcem”

“Quantas vezes já te alertaram
Que a Terra vai sair de cartaz
E com ela todos que atuaram?”

“Faça uma criança, plante uma semente
Escreva um livro e que ele ensine algo de bom
A vida é mais que um mero poema
Ela é real”

“De balada em balada vale tudo
E as meninas
Das barrigas tiram os filhos, calam seus meninos
Selam seus destinos
São apenas mais duas histórias destruídas”

“Deus deu mais que ar, coração e lar
Deu livre arbítrio
E o que você faz?”

Em um trecho da música ele diz “É pão e circo”

Vou dissertar sobre:

O termo ‘pão e circo’ foi criado no Império Romano quando Caio Otávio, em um golpe para assumir o poder completo de Roma, se torna o imperador. Com ele no poder, a Plebe, perde muito do seu poder (que ja era pouco). Com o avanço rápido do Império Romano sobre outros territórios, o que mais tinha em Roma era escravo, e os plebeus, classe que trabalhava, começou a ficar sem emprego, pois pq alguém iria pagar um salário para o plebeu se tinha escravos de sobra, que não teriam que pagar salários, apenas o preço de compra)? Agora com uma classe social inteira, sem emprego, sem ter o que comer, sem te o que fazer.. Isso geraria revoltas e atrapalharia o Império. Caio Otávio, muito esperto começa a fazer arenas onde colocava “shows” de gladiadores, bandidos, condenados, para lutar contra outros do mesmo nível (ou contra algum animal). Isso a um preço mínimo, ou na maioria das vezes de graça. Também, junto com esses eventos sensacionais pra época, havia a distribuição de comida (pão) também por um preço ridículo ou de graça.

Agora uma classe que estava totalmente revoltada e desfavorecida, estava feliz.

Muitas vezes vivemos nesse ‘pão e circo’. Moramos em um país onde é ridículo politicamente, socialmente e mentalmente falando. Pessoas que pagam os maiores impostos do mundo, e não tem saúde pública que presta, educação pública decente, qualquer tipo de segurança, rodovias boas, infra-estrutura que suporte numero de pessoas e carros na cidade, justiça vindo da lei, onde ‘poderosos’ fazem barbaridades e não sofrem a punição, preços abusivos de combustíveis que são fabricados aqui, carros que são criados e fabricados no nosso quintal, e aqui é vendido 4x o valor que é vendido para os vizinhos latinos..

Posso passar o resto da vida citando exemplos.. Mas porque não fazemos greves como o Chile? Que querem uma reforma na educação deles (que já é infinitamente superior a nossa) e pararam o pais por causa disso! Greves no Brasil param uma rua, uma avenida, uma rodovia no máximo, mas e parar o país? Quantas greves que parariam o país seria necessária para a população ter simplesmente o que ela ja paga?

Chegamos em casa, cansados, temos nossa televisãozinha pra assistir um programa ou uma novela, um futebol no horário nobre, vamos dormir, no dia seguinte acordamos cedo para trabalhar, e depois a mesma rotina. Uma vez por ano tem um evento ou outro de graça na cidade. Agora com a nota fiscal paulista vc recebe de volta um dinheiro que vc paga em imposto sobre o produto..

Pão e circo, eles nos dão um miséria de eventos e cultura, suficientes para nos deixar alienados esquecermos de pensar na lama que esta tudo que é público no Brasil.

 
2 Comentários

Publicado por em 1 de setembro de 2011 em Músicas, Vídeos

 

Tags: , , , , , ,